Recomeço

Recomeço

Ela já teve enxaqueca, pressão alta, crise de histeria e violência contra si e contra terceiros. Uma batida de carro por mês. Ia a médicos. Andava às cegas. Chorava pelos cantos. No olhar a angústia predominava. Achava que era TPM ou início da menopausa. Na verdade era infelicidade. A família via e fingia que não via. Ela estava mal. Mas era mãe e as pessoas só viam isso. Mãe não chora, mãe não sofre, mãe não goza nem deseja. Mãe suporta, engole e aceita. Ela era mais que mãe. Era mulher.
Ela superou a dor. Analisou o porquê de estar mal. E o cortou pela raiz. Aos trancos e barrancos. Mas ainda hoje o que se ouve é o fracasso que ela se tornou. Porque ela perdeu tudo. Tudo que era valor para eles. E agora, ela segue. Como sempre ela ousa recomeçar.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: