Browsed by
Mês: agosto 2019

A DOR E A DELÍCIA DE UM AMOR INVENTADO

A DOR E A DELÍCIA DE UM AMOR INVENTADO

Freud fala de um mecanismo chamado projeção. Ele acontece quando enxergamos ideais, pensamentos, desejos, sonhos e até sentimentos indesejáveis em outras pessoas, que são nossos e às vezes não os reconhecemos. Todos projetamos, vez por outra, sem perceber. Algumas vezes, nossa vida amorosa é construída por projeções. Solidão e tédio, duas coisas que parecem sufocar devagar. Um dia vazio, nada interessante para fazer e aceitamos o convite da pessoa que foi desinteressante desde o início, mas quem sabe melhora… Dias…

Read More Read More

CUTUCANDO AS FERIDAS

CUTUCANDO AS FERIDAS

Quando criança ouvimos a mãe dizer “pára de cutucar esse machucado!” Era só criar casquinha e a gente botava o dedo até sangrar. Um ‘prazer’ em tirar a casquinha  que se formou. Depois de grande, continuamos colocando o dedo na ferida que está se fechando. Observe. Passam dias, semanas, meses sem mexer no que nos causa dor. Um dia,  cutucamos a ferida até o sangue jorrar de novo. Pode ser fuçar as redes sociais de alguém do passado, mandar uma…

Read More Read More

O ato do adolescente

O ato do adolescente

A tendência ao ato é uma marca da adolescência. Para dar sentido à vida ou enfrentar  dificuldades, cada sujeito deve inventar um modo de se nomear. Entre essas invenções, inclui-se o correr riscos. O jovem, na falta de referências que o auxiliem nessa fase, utiliza-se do ato como forma de lidar com o mal-estar provocado pela adolescência. O jovem se encontra desamparado e o ato aparece como forma se lidar com a angústia.  Muitas vezes quando um adolescente pratica pequenos…

Read More Read More

Doença mental e uso de drogas

Doença mental e uso de drogas

A dependência química é um grave problema de saúde pública, com sérias consequências para o futuro dos jovens e sociedade em todo mundo. O uso de drogas pode estar relacionado a doenças psiquiátricas.  Assim, diante de um paciente com dependência ou uso abusivo, deve-se investigar a existência de uma doença psíquica; como causa ou como consequência. Na esquizofrenia e no transtorno bipolar, em quase metade dos pacientes aparece a associação com abuso ou dependência de substâncias psicoativas. Um dos modelos…

Read More Read More

%d blogueiros gostam disto: